terça-feira, 25 de abril de 2017

o poder do sangue menstrual

Muitas mulheres veem o sangue menstrual com as marcas que o patriarcado lhe colocou: sujo, nojento, desagradável... Para ser uma bruxa você tem que destruir esses pensamentos e essas sensações e recuperar a sacralidade de seu sangue menstrual.Celebre e honre seu ciclo. É a época de mais poder para uma a bruxa!
 Sempre adorei ficar menstruada, é meu momento mágico, só meu, meu contato mais íntimo com minha Deusa interior. Talvez por gostar e aceitar como uma dádiva, nunca tive nenhum problema como cólicas

Ouve, mulher que sangra
Este sangue é essencial
É ser fêmea
Ser sagrada, natural
Sente este sangue escorrer de dentro de você
Tenha orgulho dele
Recebe-o com emoção
Não o impeça de chegar a cada mês
Completar seu ciclo
Porque é você!
Ouve, mulher
Você sangra
Um motivo especial
Diferencial
A mãe te deu este poder
A avó te ensinou certo
Não se perca...
Ouve, antes que seja tarde
Sangue não deve ser lágrima
Seja quem você é
Tenho medo por você, mulher que sangra e não quer sangrar
Pena, preocupação, irmã minha
Não corta esse vínculo com as tuas ancestrais
Com a grande mãe
Ouve! É só o que posso te dizer.
Sente! É o que deve fazer.
E o medo não virá, a dor também não
A natureza cobra o que dá.
Como você vai dizer? Não sabia...
Agora já sabe


domingo, 23 de abril de 2017

A história do Sal

Desde a Antiguidade que o sal é utilizado pelos homens e é considerado um bem muitíssimo precioso. Consideravam eles que era uma dádiva dos Deuses, e associaram-na tanto á religião, quanto á bruxaria. Para além disso, o seu valor monetário e econômico era comparável ao do ouro, da seda e das especiarias.
A palavra sal vem do vocabulário grego “hals” e “halos”, que tanto significam sal como mar. Da mesma raiz se deriva a palavra “halita”, dada ao Cloreto de Sódio encontrado em depósitos naturais, que é o sal gema.
O uso do sal ao longo dos tempos e culturas:
Na Antiguidade, era oferecido aos deuses, era usado pelos sacerdotes tanto em liturgias religiosas como em cerimônias mágicas, como para afastar os demônios. Os assírios utilizavam-no nos cultos religiosos.
No antigo Egito, o sal foi considerado matéria sagrada e era usado como produto sagrado, sendo feitas oferendas de sal aos Deuses.
Os Egípcios usavam igualmente o sal para desidratar e embalsamar o corpo dos faraós.

Os romanos consideravam o sal um simbolo de sabedoria, e por isso usavam-no num ritual aos recém-nascidos: derramavam sal sobre eles para que não lhes faltasse a sabedoria.

Desde a Antiguidade que o sal é utilizado pelos homens e é considerado um bem muitíssimo precioso. Consideravam eles que era uma dádiva dos Deuses, e associaram-na tanto á religião, quanto á bruxaria. Para além disso, o seu valor monetário e econômico era comparável ao do ouro, da seda e das especiarias.
A palavra sal vem do vocabulário grego “hals” e “halos”, que tanto significam sal como mar. Da mesma raiz se deriva a palavra “halita”, dada ao Cloreto de Sódio encontrado em depósitos naturais, que é o sal gema.
O uso do sal ao longo dos tempos e culturas:
Na Antiguidade, era oferecido aos deuses, era usado pelos sacerdotes tanto em liturgias religiosas como em cerimônias mágicas, como para afastar os demônios. Os assírios utilizavam-no nos cultos religiosos.
No antigo Egito, o sal foi considerado matéria sagrada e era usado como produto sagrado, sendo feitas oferendas de sal aos Deuses.
Os Egípcios usavam igualmente o sal para desidratar e embalsamar o corpo dos faraós.

Os romanos consideravam o sal um simbolo de sabedoria, e por isso usavam-no num ritual aos recém-nascidos: derramavam sal sobre eles para que não lhes faltasse a sabedoria.

Na Idade Média, os alquimistas usavam o sal como elemento entre o mercúrio e o enxofre, sendo essencial á transmutação de metais. O sal continuava sendo indispensável para afastar os maus espíritos, os demônios e as bruxas. Assim, deitava-se sal na chaminé da casa para impedir os demônios de nela entrarem. E o facto de alguém comer alimentos sem sal era considerado altamente suspeito!!! Proliferaram igualmente as superstições relativas ao sal, mantendo-se a superstição de que desperdiçar sal era mau agouro, era sinal de malefício. Nesta época, o Sal separava senhores e servos, os que tinham dinheiro e os que não tinham...
Na obra de Leonardo da Vinci (1452-1519), “A última ceia” retrata um saleiro derrubado diante de Judas e apontando na sua direção. Já naquela época dizia-se, que alguém que entornasse sal deveria pegar nalgum do que foi derramado e lançá-lo para trás do ombro esquerdo, lado que representava o mal.
Os árabes citam recomendações de Maomé para: "começar pelo sal e terminar com o sal; porque o sal cura numerosos males

banhos com sal grosso

O BANHO COM ÁGUA E SAL :

O banho de sal grosso é o chamado "descarrego". É recomendado para
eliminar as toxinas, porque o sal anula o excesso de energia, e limpar a sua
aura. Quando esta está saturada o sal a recompõe rapidamente. Comece por
tomar o seu banho do costume. Passe então pelo seu corpo a água com sal
previamente preparado (pode ter um balde com o preparo ao lado do chuveiro)
para não ter que interromper o banho. Dê especial atenção á zona do seu
umbigo, pois aí se localiza o seu chakra solar, e é a zona do seu corpo por
onde é absorvida a maior quantidade de energia negativa. Tome um segundo
banho de chuveiro para retirar o excesso de sal. Para se enxugar dê batidinhas
de leve com a toalha e se vista preferencialmente com roupas claras.
Faça este ritual uma vez por mês.

BANHO COM SAL E ARRUDA :

O banho com sal e arruda é um banho de descarrego de energias
negativas. È ótimo quando têm vários sintomas de excesso de “peso espiritual”,
que se traduzem em fortes dores de costas, má disposição, sempre com sono,
dores de cabeça. Como fazer: encha a banheira com água bem quente, queime um incenso a seu gosto para purificar o ambiente; deite dois punhados
de sal grosso dentro da água, e deite o líquido resultante de uma infusão de
arruda para dentro da banheira. Deite-se dentro da água e relaxe. Fique o
tempo que quiser. Vai ver aquele “peso” a ir-se embora. Tome em seguida a
sua ducha normalmente, vai var que estará muito mais leve.

BANHO COM SAL E OUTROS PARA RETIRA A NEGATIVIDADE:

Como fazer o preparado para o banho: 4 litros de água; 2 punhados de sal
grosso; 2 dentes de alho roxo cortados em cruz, 5 galhos de arruda fêmea e 5
de arruda macho. Faça esta mágica em lua minguante.
Ferva a água juntamente com os dentes de alho previamente cortados.
Depois, macere a arruda até estar desfeita e junte-a á água fervida. Misture
então o sal. Deixe arrefecer e coe. Tome o seu banho habitual e depois passe
aquele preparo do pescoço para baixo. Passadas pelo menos 2 horas tome
uma ducha para retirar o “banho mágico”.

magia com sal para anular feitiço

O que é preciso: 1 pano branco; 1 vela negra; 1 tigela de vidro; sal
grosso; sal fino.
Na primeira noite de lua minguante, coloque a vela na tigela e ponha um
pouco de água dentro (um dedo). Acenda vela negra e diga 3 vezes: "Lua de
partida, leve os feitiços de minha vida"
Depois coloque dentro da tigela, à volta da vela, um punhado de sal
grosso e diga, 3 vezes: "Com o cristal de sal, que se desfaça o mal".
Depois, sobre o sal grosso, coloque o sal fino, e repita 3 vezes: "Sal
sobre sal, calor com calor, aquele que me fez mal, que sinta a sua dor". Deixe a
vela arder até ao fim. No entanto depois dela se apagar ficará um pedacinho.
Esse pedaço juntamente com o resto do sal, você o coloca dentro de um pano
branco nunca antes usado. Fecha o pano dando-lhe 7 nós, e manda tudo para
a água do mar ou do rio, pedindo para as “águas da justiça lhe tirar todo e
qualquer feitiço”. Sai dali não olhando mais para trás.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

o que é um COVEN?

Coven, Coventículo ou Conciliábulo é o nome dado a um grupo de bruxos(as), ou "Couentus", que significa "reunir-se, estar junto" que se unem num laço mágico, físico e emocional, sob o objetivo de louvar a Deusa e o Deus, tendo em comum um juramento de fidelidade à Arte e ao grupo. Este foi o nome dado aos grupos de bruxos e bruxas que pertencem a uma mesma tradição e praticam a Arte de forma coesa.
A nomenclatura "Tradição" é atribuída a um conjunto de crenças e práticas dos bruxos. Por ser a bruxaria marcada pelo individualismo, não há um formalismo para se tornar um bruxo. Existem diversas tradições e outras podem surgir, tendo como influência os costumes e crenças de diversas culturas e povos.
Alguns covens são iniciáticos, outros visam apenas praticar a Arte e há os que seguem uma rígida hierarquia e sistema de graus. Tudo depende da forma de trabalho escolhida pelos membros do Coven ou por sua Sacerdotisa e/ou Sacerdote.
Um Coven é semelhante a uma família, pois existem fortes laços sociais e sentimentais, além de mágicos. Os membros dos covens além de encontrarem-se regularmente para celebrar os Rings, Esbats e Sabbats, também possuem uma convivência amistosa e fraternal, promovendo passeios, festas e encontros no grupo. Um Coven tem como filosofia "Perfeito Amor e Perfeita Confiança". Isto quer dizer que dentro do Coven deverá prevalecer a união, pois um Coven é, antes de mais nada, uma família. Tradicionalmente, ele abriga o máximo de treze pessoas. Quando esse número excede, há uma divisão, e cria-se então os Clãs, formados de vários grupos originados de um Coven inicial comum. Num grupo tão pequeno, todos tornam-se de vital importância, e a falta de qualquer membro é facilmente sentida. Quando o número de membros ultrapassa os 13, são divididos em clãs, para preservar a proximidade entre os 
integrantes do coven.
Covens são datados desde a Idade Antiga, quando pessoas de uma mesma família ou clã formavam grupos de caráter religioso. Com a chegada do cristianismo à Europa e ao longo de toda a Idade Média até o século XVIII, aproximadamente, muitos covens foram perseguidos e seus membros assassinados, especialmente as Grã-sacerdotisas e os Grã-sacerdotes.
Somente no século XX, com a reconstrução da bruxaria moderna, os covens surgiram novamente em muitas práticas e são um resgate histórico importantíssimo para a cultura pagã.
Para tornar-se um membro de um coven, geralmente, é necessário receber um convite ou a indicação de um bruxo ou bruxa pertencente ao coven. Somente após um acordo entre todos os membros do coven é que o novo membro será aceito.
Neófitos são aceitos, mas os covens preferem bruxos solitários com bastante conhecimento, entretanto, quando os neófitos são convidados a participar do coven são encaminhados para a orientação e tutela dos mais antigos.
É comum nas tradições aceitar neófitos como espectadores dos rituais, embora outras tradições mais clássicas não os aceitem.
O neófito é deixado aos cuidados de um mestre ou mestra, que o orientará para estudar os princípios básicos da bruxaria e a desenvolver-se na magia. A maioria dos covens, independente da tradição, adotam este preceito. Ter um mestre ou uma mestra faz com que o novo bruxo desenvolva um forte vínculo com o coven, pois o estudo perdura por anos (dependendo da tradição) e a participação dos encontros de lazer e das celebrações, fazem com que o coven seja uma família para o novo bruxo.
Entre os membros do coven deve haver amor, confiança, honestidade, segurança e respeito!


quarta-feira, 12 de abril de 2017

O mantra OM

Om é a vibração primordial, o som do qual emana o Universo, a substância essencial que constitui todos os outros mantras, sendo o mais poderoso de todos eles. Ele é o gérmen, a raiz de todos os sons da natureza.
"Com Om vamos até o fim o silêncio de Brahman (o Absoluto). O fim é imortalidade, união e paz.

O Om ou Aum (ॐ) é o mantra mais importante do hinduísmo e outras religiões. Diz-se que ele contém o conhecimento dos Vedas e é considerado o corpo sonoro do Absoluto, Shabda Brahman. O Om é o som do universo e a semente que "fecunda" os outros mantras.
som é formado pelo ditongo das vogais a e u, e a nasalização do m no final fecunda o mantra universo krishna, representada pela letra m. Por isso é que, às vezes, aparece grafado como Aum. Estas três letras correspondem, segundo a Maitrí Upanishad, aos três estados de consciência: vigília, sono e sonho. "Este Átman é o mantra eterno Om, os seus três sons, a, u e m, são os três primeiros estados de consciência, e estes três estados são os três sons"

O Om começa com a boca aberta, emitindo um som mais parecido com um a, mantendo a língua colada no fundo da boca e a garganta relaxada. O som nasce no centro do crânio, se projeta para frente e vibra na garganta e no peito. Após alguns segundos de vocalização, a língua deve recolher-se para trás. Assim, aquele som similar ao a, se transforma numa espécie de o aberto, que vai fechando progressivamente.
No final, sem fechar a boca, a língua bloqueia a passagem de ar pela garganta e o som se transforma em um m, que em verdade não é exatamente um m, mas uma nasalização. Esta nasalização se chama anunásika em sânscrito, que significa literalmente com o nariz, e deriva da palavra násika, nariz. Mais claro, impossível. Em verdade, o mantra poderia grafar-se Aoõ. Neste ponto, o ar sai pelas narinas e o som vibra com mais intensidade no crânio. Aconselhamos que você treine colocando uma mão no peito e a outra na testa para perceber como a vibração vai subindo conforme o mantra evolui.
Om é a vibração primordial, o som do qual emana o Universo, a substância essencial que constitui todos os outros mantras, sendo o mais poderoso de todos eles

Na Índia, o mantra Om está em todas partes. Hindus de todas as etnias, castas e idades conhecem perfeitamente o seu significado. Ele ecoa em todas as  idades em todos os templos e comunidades ao longo do subcontinente.

 O sânscrito é considerado língua sagrada na Índia seu potencial vibratório produz efeitos em todos os níveis.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

o lado obscuro dos signos

Cada signo possui características que o distinguem dos outros. As pessoas de Leão são dominantes e generosas, enquanto as de Aquário são criativas e simpáticas.
Contudo, cada signo também possui uma particularidade em sua personalidade que prefere manter oculta. Veja a seguir o traço da personalidade que seu signo esconde e deixe seu comentário nos deixando saber se acertamos ou não.
Áries
Aventureiros e intensos, os seres de Áries são bastante populares. Sabe aquela pessoa, que quando chega em um determinado lugar, sempre é a mais cumprimentada? Logo fica rodeada de amigos? Pois bem, provavelmente é um Ariano(a). No entanto, por trás do caráter sorridente, há uma pessoa de temperamento forte, às vezes impulsiva e com atitudes egoístas.
Touro
Os seres de Touro sempre despertam admiração. Perseverante e paciente, não é aquele que se aventura no desconhecido, enquanto todos desistem, um(a) Tauriano (a) não perde a esperança, extremamente pé no chão, é uma pessoa que você vai querer ter por perto em um momento de crise. No entanto, por trás de toda a solidez e bondade de Touro, há uma pessoa que pode facilmente ficar magoada e tem grande dificuldade de assumir que está errada.
Gêmeos
Pessoas do signo de gêmeos sempre fazem amigos rapidamente, espirituosos e animados, sempre deixam sua marca nas pessoas que encontram pelo caminho, seja em uma balada ou em uma fila de supermercado, seu sorriso é sempre cativante. Porém, não é aconselhável que você conte um grande segredo para um(a) Geminiano(a), corre o risco de em poucas horas, todos os seus amigos, familiares, conhecidos e desconhecidos estarem sabendo. Eles realmente não faz por maldade, gostam apenas de falar sobre tudo com seus amigos, mesmo aquele que acabou de conhecer.
Câncer
O grande dom desse signo é ter a capacidade de fazer seus amigos se sentirem amados. As pessoas de Câncer se tornam bastante protetores com suas amizades. Você nunca se sentirá desvalorizado(a) ao lado de um Canceriano(a). Ele(a) sempre demonstrará o quanto você é importante e especial. Mas, apesar de ser o melhor amigo que alguém poderia ter, eles são facilmente ofendidos e extremamente rancorosos.
Leão
É difícil não se sentir atraído(a) pelo espírito acolhedor de alguém de Leão. A sua capacidade de brilhar atrai as pessoas, a leveza do seu espirito é capaz de levantar o ânimo até do mais melancólico dos seres. Contudo, em certos momentos, os leoninos possui o temperamento de uma criança mimada e exigente. O segredo de um(a) Leonino(a) é que ele(a) precisa se sentir necessário. Não der a devida atenção que eles acham que merecem, ou esqueça de pegar eles no horário marcado, que você sentirá o tamanho de sua fúria.
Virgem
As pessoas de Virgem possui uma calma e serenidade simplesmente inspiradora. São inteligentes e analíticos, tendo uma enorme facilidade de analisar com precisão a personalidade de seus amigos. Por baixo de toda sua calmaria, existe um ser propenso a manias. O hábito de sempre analisar até os mínimos detalhes, pode deixar um(a) Virgiano(a) muito indeciso(a) antes de tomar qualquer decisão.
Libra
São atraídos pelo incomum. Librianos conseguem fazer amizades com pessoas de todos os tipos, estão sempre à procura de novas aventuras. Eles se sentem mais felizes quando seus amigos estão por perto, é por isso que para manter a paz entre eles, acaba sempre concordando com todos, o que pode causa confusão, já que em determinado momento, nem seu amigos mais próximos vão saber a verdadeira opinião de um(a) Libriano(a), e eles vão acabar levando a fama de indeciso.
Escorpião
Escorpianos são intensos, assim como suas relações, eles possuem uma intuição poderosa. Defendem e protegem seus amigos e é um dos melhores companheiros que alguém pode ter porque possuem grande sensibilidade e podem compreender muito bem as situações e as pessoas. Mas, donos de uma memória excelente são extremamente rancorosos, são capazes de passar anos, na quietude, esperando a oportunidade perfeita para se vingar de alguém.
Sagitário
Por causa de sua natureza positiva e coração bondoso, os sagitarianos são excelentes amigos. Porém as vezes, eles podem ser cegamente otimistas, fazendo com que as pessoas pensem que são irresponsáveis por não dar a devida atenção a certos problemas. Extremamente emocionais, quando feridos, são capazes de fazer de tudo só para machucar de volta.
Capricórnio
Capricornianos sempre estão tentando alcançar um determinado objetivo em sua vida, e dificilmente confiam em outra pessoa para compartilhar os seus sonhos. O melhor é que quando confiam, são os amigos mais companheiros que se pode ter em todos os sentidos, da diversão à chatice. Porque com toda a experiência de vida que acumulam tornam-se bastante realistas e pé-no-chão, ótimos para aconselhar. Mas o(a) Capricorniano(a) pode parecer uma pessoa séria e chata porque está sempre tentando impor ordens. Muitas vezes são relutantes e teimosos para seguir o método de outra pessoa.
Aquário
Uma pessoa de aquário sempre deixa o ambiente mais divertido, gosta de fazer as pessoas rirem. No entanto tem tendências a serem muito teimosos, quando alguém não concorda com a sua opinião, eles podem levar para o lado pessoal. Um (a) Aquariano(a) gosta de chocar as pessoas, se tornando inconveniente em certos momentos.
Peixes
Não se espante se em pouco tempo de conversa, você se sentir cativado(a) e fascinado(a) por alguém de peixes. O seu jeito meigo rapidamente cativa as pessoas. No entanto, as pessoas desse signo as vezes são julgadas como falsas, por sua vontade de sempre ajudar. A verdade é que eles tem medo da rejeição e tentam sempre agradar a todos, mas sua melancolia e sofrimento, por exatamente não conseguir, acaba afastando as pessoas e deixando-os reservados e indecisos.